Meditação diária de 05/09/2017 por Flávio Reti

5 de setembro de 2017

farmaceutico

05 de setembro

Dia do farmacêutico

Provérbios 17:22   “O coração alegre é bom remédio, mas o espírito abatido faz secar os ossos.”

Quando você sai de um hospital ou de um consultório médico, qual o próximo lugar aonde você vai? Com certeza, para uma farmácia. Hoje as farmácias se limitam a vender medicamentos e remédios, mas na sua origem era o local de manipulação de medicamentos. Hoje os grandes laboratórios fazem isso melhor do que na precariedade das farmácias, mas elas tiveram seu momento de glória e de extrema utilidade. Se atualmente nós encontramos recursos nas farmácias, é uma prova concreta de tecnologia e confiança no histórico pelo qual passou a ciência farmacêutica até sua consolidação. Houve uma época na história em que a medicina e a farmácia eram uma só. O mundo sempre passou pelos períodos de guerras, de epidemias, doenças as mais diversas e tudo isso foi contribuindo com o tempo para o crescimento da ciência médica e o aparecimento das farmácias. Quando não havia indústrias para produzir medicamentos em grande escala, estes eram buscados avidamente nas farmácias e obviamente muito escassos, por isso muita gente morria de causas tolas como um simples resfriado. As vovós aproveitavam a escassez de medicamentos e se especializavam nas receitas caseiras de chás, infusões, emplastos e valia até simpatias. Eu me lembro com 7 anos quando caí e quebrei o braço, meu pai, na sua santa ignorância, fez um emplasto de uma planta conhecida por nós como “erva de santa maria” e colocou aquilo no meu braço amarrado com um pano. Depois de três dias, o braço cada dia mais inchado, foi necessário buscar outro socorro. O emplasto não resolveu.

Na época do Brasil colônia, alguns medicamentos, vindos da Europa, só chegavam por aqui depois de dois meses viajando pelos oceanos. Eram muito escassos e isso também ajudou na disseminação das farmácias e dos farmacêuticos para manipular algum medicamento de conhecimento popular ou mesmo emprestado da cultura dos indígenas. A realidade é que hoje somos referência mundial em manipulação e os especialistas estrangeiros admiram nossa tecnologia, procedimentos, normas, qualidade e amplitude de atuação. A saúde da população é a grande conquista desse setor, visto que produz medicamentos e produtos específicos de acordo com a necessidade de cada paciente.

Com toda a tecnologia da medicina moderna, do avanço no conhecimento das substâncias químicas, chega um momento em que nem farmácia e nem farmacêutico resolvem. É quando a doença não está no corpo, está na alma. Muitas vezes o caráter é que está doente. Foi pensando nesse tipo de paciente que Jesus expressou suas sábias palavras: “Os sãos não precisam de médico, e sim os doentes (Mat.9:12).

Nosso Senhor Jesus Cristo veio a este mundo como o infatigável servo das necessidades do homem. “Tomou sobre Si as nossas enfermidades e levou sore si as nossas doenças” (Mat. 8:17), a fim de poder ajudar em todas as necessidades humanas. Veio para remover o fardo de doenças, misérias e pecado. Era Sua missão restaurar inteiramente os homens. Veio trazer-lhes saúde, paz e perfeição de caráter” (Desejado de Todas as Nações, p.17).

Jesus não era farmacêutico e nem proprietário de farmácia, mas com ternura na voz pedia ao fatigado povo: “Tomai sobre vós o Meu jugo, e aprendei de Mim, que sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para a vossa alma” (Mat. 11:29), mais do que bálsamo para o corpo.  O uso dos remédios naturais requer certo cuidado e esforço que muitos não estão dispostos a exercer. O processo da natureza para curar e construir é gradual, e isso parece vagaroso ao impaciente. Demanda sacrifício e abandono das nocivas condescendências. Mas no fim se verificará que a natureza, não sendo estorvada, faz seu trabalho sabiamente e bem. Aqueles que perseveram na obediência a suas leis ceifarão galardão em saúde de corpo e de alma. De agora em diante, se nossa alma ou nosso caráter estão enfermos, já sabemos onde encontrar o medicamento eficaz, em Jesus, o único que tem o poder de curar o corpo e a alma. 127