Meditação diária de 06/04/2018 por Flávio Reti

6 de Abril de 2018

06 de abril

O morcego (Artibeus lituratus)

Jó 22:13 “Que sabe Deus? Pode ele julgar através da escuridão?”

Se você se lembra do Batman, o homem morcego, esquece, porque agora nos interessa o animal, o morcego verdadeiro. É um animal mamífero, muito parecido com um rato, mas que tem asas membranosas fazendo deles os únicos mamíferos que podem voar. Há muitas lendas e mitos que envolvem os pobres morcegos, quase fazendo deles uns demônios, talvez porque habitem em cavernas e lugares escuros da terra, permanecem pendurados de cabeça para baixo e só saem à noite. Mas eles são animais importantes para a continuidade do nosso ecossistema. Existe no mundo mais de 1.000 espécies diferentes de morcegos. Veja algumas curiosidades sobre eles: Eles são grandes predadores de insetos, ingerindo até 200 insetos em uma hora de voo noturno. Há morcegos de uns 5 centímetros até de 2 metros de envergadura. Para se localizar, os morcegos se utilizam de um tipo peculiar de sonar, de radar, muito eficiente de modo que ele emite um som e o capta de volta imediatamente. Com a emissão de seus sinais de radar, um morcego é capaz de determinar a posição exata de sua presa, a direção na qual a presa está viajando, a velocidade com que se locomove e com essas informações ele pode interceptar sua comidinha em menos de 1 segundo. Ele voa à noite, na escuridão, e sabe se desviar de obstáculos usando seu radar natural. As fezes dos morcegos contêm componentes químicos que já foram exploradas e utilizadas como excelente adubo e serviram de comparação para a fabricação sintética de adubos. Dentre as 1.000 espécies existentes no mundo, 3 delas são hematófagas, comem sangue de animais e até de seres humanos. Alguns deles se alimentam de frutas, de pólen, de néctar, outros de insetos, e até de peixes. Os morcegos, juntamente com os pássaros são responsáveis por espalhar sementes promovendo o reflorestamento. O que os beija-flores fazem de dia, os morcegos fazem à noite, transportando pólen entre as flores e polinizando as árvores frutíferas. Que lição para nós que dependemos de fé para viver neste mundo! Ele voa às escuras com total segurança. O que nós deveríamos fazer quando não vemos o fim de nada neste mundo, é hora de confiar em Deus e atravessar a escuridão da ignorância, da descrença e do preconceito em direção ao alvo estabelecido por Jesus: a vida eterna. Se um morcego sabe de conduzir com prudência, por que nós não conseguimos?