Meditação diária de 10/04/2018 por Flávio Reti

10 de Abril de 2018

10 de abril

A mula (Equus asinus)

I João 2:14   “…Eu vos escrevi, jovens, porque sois fortes e a palavra de Deus permanece em vós e já venceste o maligno”

A mula é a fêmea do burro, mas ambos são animais híbridos que não se reproduzem. Você deve estar se perguntando, qual a diferença entre burro, mula, jumento, jumenta, jegue, asno se todos se parecem com o cavalo? Parecem, mas são muito diferentes. Jumento, jegue ou asno são nomes regionais para o mesmo animal. O burro e a mula são resultado do cruzamento entre um jumento e uma égua que dá como resultado um animal híbrido. Entenda como: A espécie cavalo e égua possuem 64 cromossomos no seu DNA, enquanto a jumenta e o jumento possuem 62 cromossomos. No cruzamento resulta um animal com 63 cromossomos que não é nem cavalo e nem jumento, nem égua e nem jumenta, é o burro ou a mula. Quando o filhote desse cruzamento é uma fêmea, recebe o nome de mula e quando é um macho recebe o nome de burro. A mula, a fêmea do burro, é um animal que reúne características positivas para o transporte de cargas porque guarda a aparência e o tamanho da égua mas com a resistência do jumento e por isso foi grandemente utilizado na época dos bandeirantes para desbravar o interior do Brasil, levando cargas de munição e suprimento, exatamente porque eram animais rústicos e fortes, mais fortes do que os cavalos e mais resistentes às doenças da espécie. O burro e a mula têm uma grande capacidade de equilíbrio e consegue andar por caminhos íngremes das montanhas sem escorregar ou cair. Os burros e as mulas têm uma personalidade forte e por isso são mais difíceis de serem domados exigindo grande paciência e esforço do domador. A mula é citada na bíblia quando o Salmista pede ao povo para não ser como a mula que não tem entendimento (Salmos 32:9).

As mulas às vezes não respeitam as cercas e fogem ou pulam para os pastos vizinhos. Na hora de arrear, elas costumam morder o cavaleiro, facilmente dão coices certeiros em quem se aproxima, não aceitam a imposição do arreio e pulam como se fossem selvagens e não domesticadas, ou domadas. Poucas são as mulas dóceis e mansas. Mas há tantas pessoas, apesar do conselho do salmista, que são realmente como a mula, que não têm entendimento. Se é para evitarmos, a mula é um bom exemplo a ser evitado.