Meditação diária de 09/09/2017 por Flávio Reti

9 de setembro de 2017

download (13)

09 de setembro

Dia do médico veterinário

Juízes 14:6   “Então o Espírito do Senhor se apossou dele, de modo que ele, sem ter coisa alguma na mão, despedaçou o leão como se fosse um cabrito. E não disse nem a seu pai nem a sua mãe o que tinha feito”

Ser um médico veterinário é saber que tem que cuidar da saúde dos animais, sejam eles domésticos ou selvagens. O trabalho deles é também preventivo, porque eles ajudam a evitar doenças que acometem os animais assim como os seres humanos. E não apenas doenças, há também parasitas que adoram animais. Enquanto ele cuida da saúde dos animais, ele está também cuidando da saúde das pessoas porque muitas das doenças dos animais podem ser transmitidas aos humanos, veja o caso da gripe suína, da doença dos frangos (H1N1), a febre maculosa dos carrapatos, a doença de chagas dos insetos chamados barbeiros, a zika, a chicungunia, dengue pelos pernilongos aedis Egipt e outras doenças. Essa data de comemoração aos veterinários foi decretada por Getúlio Vargas, em 1933, quando criou o curso de veterinária e regulamentou a profissão em todo o país. Um veterinário estuda tanto quanto um outro médico qualquer, afinal, é também medicina, a única diferença que é voltada aos animais. E fala que eles não são heróis quando socorrem nossos bichinhos de estimação na hora da nossa maior necessidade. Eles desempenham um bom trabalho quando manifestam carinho, dedicação e interesse pelos nossos animais, aliás, é impossível ser um médico veterinário e não gostar de animais. Na minha infância, costumávamos brincar na rua todas as noites de verão. Na frente da minha casa havia um poste com uma luminária e muitos insetos atraídos pela luz enxameavam ao redor da lâmpada e ao tocar nela que estava quente, eles caíam forrando o chão. E sempre apareciam por lá alguns sapos aproveitando a facilidade de alimentação, era um banquete pra eles. Mas nós, moleques, sem ter uma coisa melhor pra fazer do que artes, pegávamos uma lata e prendíamos o sapo com uma das pernas de fora e forçávamos a lata girando pra lá e pra cá até cortar fora a perna do sapo e depois ficávamos olhando a angústia do sapo querendo pular e fugir. Obviamente que ele morria logo depois, mas era nosso divertimento. Péssimos futuros veterinários.

Bem, nós cortávamos a perna do sapo e Sansão rasgava leão, você viu no verso acima. E Davi também fazia as suas de veterinário doido.” Respondeu Davi a Saul: Teu servo apascentava as ovelhas de seu pai; quando veio um leão ou um urso e tomou um cordeiro do rebanho, eu saí após ele, e o feri, e livrei o cordeiro da sua boca; levantando-se ele contra mim, agarrei-o pela barba, e o feri, e o matei. O teu servo matou tanto o leão como o urso (I Sam.17:34-36).

Gosto muito de ler o que o Profeta Isaías fala com respeito aos animais na nova terra, depois que tudo for renovado: “O lobo habitará com o cordeiro, e o leopardo se deitará junto ao cabrito; o bezerro, o leão novo e o animal cevado andarão juntos, e uma criançapequena os guiará. A vaca e a ursa pastarão juntas, e as suas crias juntas se deitarão; o leão comerá palha como o boi. A criança de peito brincará sobre a toca da áspide, e o já desmamado meterá a mão na cova do basilisco. Não se fará mal nem dano algum em todo o meu santo monte, porque a terra se encherá do conhecimento do SENHOR, como as águas cobrem o mar” (Is.11:6-9). O detalhe não está nos animais que conviverão pacificamente, está na criança de peito brincando com eles. Só mesmo com a terra renovada e transformada. E não somente a terra, os animais, nós passaremos por uma transformação radical. O apóstolo Paulo foi claro ao falar dessa transformação: “Eis que vos digo um mistério: nem todos dormiremos, mas transformados seremos todos, num momento, num abrir e fechar de olhos, ao ressoar da última trombeta. A trombeta soará, os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados” (I Cor.15:51-52). Nós seremos transformados é a promessa. Você quer alguma coisa melhor do que isso, ser transformado para poder habitar com Cristo sempre e eternamente? É só se alistar junto com os santos dos últimos dias e aguardar seu regresso para nos buscar. Que dia será aquele! Quem não almeja?