Meditação diária de 10/03/2018 por Flávio Reti

10 de março de 2018

10 de Março
Guaxinim (Procyon lotor)

I Coríntios 15:33   “Não vos enganeis, as más companhias corrompem os bons costumes”

Guaxinim é um animalzinho onívoro, isto é, come de tudo, tanto plantas como outros animais menores e é adepto da noite, é muito ativo durante a noite. Eles são mamíferos e vivem nos países da América e por incrível que pareça, eles são vistos tanto nos campos como nas cidades. Existem sete espécies de guaxinins. Eles têm as pernas curtas, um focinho pontudo e as orelhas pequenas, mas sempre erguidas como que sondando alguma coisa. Os pés do guaxinim lembram as mãos humanas e, às vezes, por causa disso, são chamados de mão-pelada em alguns lugares. São animais pequenos e não passam de uns 10 quilos. Os guaxinins preferem fazer seus ninhos nos buracos e ocos das árvores e quando estão nas cidades, fazem nos forros das casas. Nas fazendas, eles são caçados pelos agricultores porque danificam as plantações e nas cidades são caçados por causa da sua pele. Os americanos o chamam de “racoon”. Eles parecem estar sempre usando um óculos escuro, por causa da sua pelagem facial. Quando eriçado, às vezes ele tem a aparência de um ursinho, de um mico, de um esquilo, mas ele é o guaxinim e o animal que mais próximo dele existe na natureza são os coatis. O hábito mais estranho desses animais é enfiar na água tudo que vão comer, talvez porque associam com seu alimento preferido, camarões e sapinhos. Depois de mergulhar o alimento anágua, ele esfrega com as patas antes de comer. As pessoas lhe dão, quando domesticado, algodão doce para comer e ele o enfia na água, mas o algodão doce derrete e desaparece, então o guaxinim fica desesperado ao redor da vasilha procurando o algodão doce. Ele mesmo se engana enfiando o algodão doce na água.

Os guaxinins se enganam. Que lhe parece, quando vemos e sabemos que as pessoas, por mais entendidas que sejam, também se enganam? Não basta sermos enganados pelas pessoas ao nosso redor, pelo nosso maior inimigo, satanás, agora descobrimos que nós também nos enganamos. Isso me lembra uma citação de Paulo, ao dizer que os homens maus vão de mal a pior, enganando e sendo enganados (II Tim.3:13). Esse mundo é uma enganação. É artificial, é sutil, é falso, é melindroso, é complicado. Dificilmente passamos sem ser alguma vez enganados. Vamos aguardar o mundo por vir, aquele que Deus está nos preparando, onde tudo será feito novo e não haverá enganação.