Meditação diária de 16/04/2018 por Flávio Reti

16 de abril de 2018

16 de abril

O Ouriço (Erinaceus europeus)

Provérbios 13:16   “Em tudo, o homem prudente procede com conhecimento, mas o tolo espraia a insensatez”

Essa belezura arrepiada que você vê nele é só espinhos. Quando ele é ameaçado, ele sacode o corpo e lança espinhos pra todo lado. Os espinhos são os pelos do animal modificados e recobertos com uma substancia chamada queratina que os torna duros. Os espinhos penetram com facilidade e a retirada deles é muito dolorosa. Os cachorros acuam os ouriços e depois voltam para casa com o focinho repleto de espinhos e os donos têm o trabalho de retirar um a um com o auxílio de um alicate. O ouriço recebe vários nomes, dependendo da região onde ele é encontrado, se bem que exista no mundo inteiro. Ouriço-terrestre, ouriço-cacheiro, ouriço-cacho, porco-espinho e outros. Qualquer um reconhece um ouriço pelos seus espinhos que revestem o corpo exceto o focinho e a barriga. Ele tem cerca de 6.000 espinhos muito agudos com mais ou menos 3 centímetros cada um. Quando o animal se vê ameaçado, ele se eriça e dá uma sacudidela no corpo lançando os espinhos ou ele se enrola sobre si mesmo e fica parecendo uma bola de espinhos à espera de que o invasor se arrisque a meter a boca nele. Não existe diferença aparente entre macho e fêmea, só mesmo analisando de perto, mas ninguém ousa chegar perto. E, por incrível que pareça, eles são tão inteligentes como os hamsters se fazendo passar por excelentes animais de estimação levando as pessoas a cada dia mais se encantem por eles e os adotem. Eles conseguem até aprender ordens e comandos e podem moldar o temperamento mediante a interação com o dono.

Pois bem, e se eu disser que há pessoas cujo comportamento se parece com o ouriço? São aquelas onde ninguém pode encostar, nem passar por perto. Elas são mal-humoradas e por qualquer coisa lançam farpas ferinas sobre as demais pessoas ao seu redor. Nem mesmo os cachorros querem se aproximar delas porque sabem que delas nunca vem alguma coisa boa, senão espinhos que espetam sem clemência. É um tipo de comportamento nada recomendável para um cristão. Da próxima vez que você vir um cristão tipo ouriço, não é bom se aproximar muito dele quando ele estiver eriçado, ele pode lançar farpas. Quem sabe Jesus pode acalmá-lo e baixar os espinhos e até aceitar algum carinho. Impossível? Não é. Deus tem o mundo nas suas mãos e pode transformar qualquer um à sua semelhança com muita facilidade, mesmo que seja como um ouriço selvagem.